Opinião

Putas e santinhos

Comments (8)
  1. adeus passos says:

    De acordo com tudo, Paulo. Mas a canção não é dos Ena Pá 2000, é dos irmãos Catita – e não, não é a mesma coisa.

    1. Paulo Pinto says:

      É verdade, my fault.

  2. António Lopes says:

    Já agora, como é que se chamam aqueles tipos que exigem dinheiro às rameiras?

  3. moimeme says:

    Parabéns, isto é escrever! Aquela do Homo Amarelicus é fantástica. Pena isto não chegar à maioria das pessoas, ajudaria a compreender o regabofe que os liberais andam a fazer à custa do Estado. Qualquer dia são mais comunistas que os comunistas. Os liberais, claro. Ainda bem que certas p… decidiram ir “defender” os interesses de Portugal na Mota-Engil… Quem foi a rameira que disse isto???…

  4. Gustavo Infante says:

    Para quem ensinou português durante quatro anos na China, sabe a dificuldade que os chineses, quase todos, têm em distinguir b, d, g de p, t, k, ou seja, as oclusivas sonoras das surdas. Também eu, em Pequim, tive um aluno a falar-me do ‘templo da grande puta’… Coitado do Buda.
    Quem haveria de dizer que o site da Geringonça, esta máquina política, se tornaria num dos meus favoritos?!
    Quanto ao senhor da fotografia, um dos papás amarelos, tenho a certeza que foi um grande mal-entendido. Acho que ele deve estar a querer dizer que ‘rameira’ é um tipo de ave, daquelas que se pespegam nos ramos. Ou seja, que o Costa é uma ave que fincou pé nos ramos da esquerda 😉

  5. Efeeme says:

    Estes gajos são evoluídos, tipo frentex. Vão para as manifestações com cartazes alusivos às rameiras e com t shirts a estimular o sexo oral.
    Não tarda e passam à prática, aliás têm cara de pinantes.
    Onde está o moralista Cardeal Patriarca de Lisboa e a sua igreja?
    Pois, os padrecos gostam disso!!
    E a çãozinha do CDS sempre tão cristã, não diz nada?
    Esta cena lembra a dos “corninhos” do Pinho no Parlamento.
    A indignação não tem horas e não pode ser selectiva.

  6. Pedro Barroca Silva says:

    Além da etimologia, há também a questão da situação espacial. Se aquele foi um congresso da “extrema-esquerda”, como proclama o cartaz da falsa anfitriã ao centro da foto, por que razão não compareceu o MRPP? É que, se não existe uma posição ainda mais à esquerda que a extrema-esquerda, onde caberá o MRPP, então este estará muito chateado por não ter participado num congresso da sua área política. O erro, penso, resulta da falta de sentido de espaço do CDS e do PSD. O primeiro, é do centro no nome, mas foi perdendo o pudor de se assumir como da direita que sempre foi. O outro, começou como centro-esquerda e é agora também da direita assumida, o que empurrará aquele que se diz de centro (mas que é de direita) para a extrema-direita. É por isso que todos os países da Europa têm partidos de extrema-direita e em Portugal pensamos que ele é o PNR. Não é.

  7. Francisco Bruto da Costa says:

    Grande texto !
    De antologia.
    Parabéns ao autor.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Geringonça

© Geringonça 2016